Queda de Cabelo e Câncer

Muitas pessoas acreditam que a perda do cabelo é um dos sintomas mais difíceis de lidar no tratamento do câncer. Mas nem todos os medicamentos provocam a queda do cabelo e por isso é preciso certificar-se disso com seu médico ou enfermeira da quimioterapia.

Geralmente o cabelo começa a cair de 2 a 3 semanas após o primeiro ciclo de quimioterapia. Algumas pessoas perdem somente algumas porções de cabelo, enquanto outras podem ter uma queda bem significativa do cabelo e também das sobrancelhas e cílios. Os pelos do resto do corpo também podem cair.

Você pode desejar cobrir a cabeça com lenços, chapéus, bonés ou tocas. Há também a possibilidade de usar perucas. Você deve decidir o que for mais confortável na sua opinião. Por isso, recomendamos que antes do seu cabelo cair, você experimente estas possibilidades e preparar-se para esta situação. Assim já estará se habituando com sua aparência e poderá deixar o “kit” pronto para o momento em que o cabelo começar a cair.

Seu cabelo voltará a crescer após o término da quimioterapia e dentro de 2 a 3 meses já estará com a cabeça coberta novamente. Seu cabelo poderá voltar com textura e coloração diferentes, mas geralmente retorna ao aspecto original ao longo do tempo.

Algumas dicas práticas:

  • Não é necessário comprar uma peruca de cabelo natural. Perucas sintéticas podem dar um aspecto tão natural quanto um cabelo original e custam menos, são mais fáceis de cuidar e mais leves.
  • Algumas pessoas gostam de deixar o cabelo mais curto antes da queda. Poderá ajudar a reduzir o choque emocional da queda.
  • Coloque uma toalha sobre seu travesseiro no período da queda de cabelo. Isso facilitará a remoção dos cabelos que caem.
  • Algumas pessoas preferem raspar a cabeça quando o cabelo começa a cair. Isso pode facilitar o desconforto de ter os cabelos caindo pela roupa e por onde você estiver.
  • Quando for comprar a peruca, procure ir com um familiar ou um amigo (a) para tornar o momento mais leve e descontraído.

Espero ter te ajudado com essas informações!

Dra. Alessandra Morelle