A inflamação e o câncer

A inflamação ocorre quando o sistema imunológico responde à uma infecção ou doença e normalmente dura apenas poucas horas ou dias. Porém em alguns casos a inflamação pode ser crônica e pode durar até semanas, meses ou anos, o que aumenta a chance de câncer.

Estudos apontaram que inflamações crônicas aumentam os riscos de diversos tipos de câncer, incluindo fígado, pulmão e estômago.

Fumar, ingerir bebidas alcólicas e estar acima do peso pode causar inflamações crônicas. Outras causas de inflamações crônicas incluem infecções virais ou bacterianas, doenças autoimunes e exposição à amianto.

A verdade é que levou mais de 100 anos para serem exploradas as conexões do câncer com as inflamações do organismo.

Em uma entrevista com a revista Cancer Today, Michael Karin, Biólogo Molecular da universidade de Califórnia, falou sobre como a inflamação aumenta o risco de câncer e como reduzir este problema pode ajudar na prevenção:

O que é a inflamação

A inflamação é a reação do sistema imunológico a infecção, trauma ou objetos estranhos que invadem o organismo. O normal é que a inflamação livre-se destes invasores e leve à cura, estimulando as células a regeneração.

Como a inflamação pode causar câncer

Quando a inflamação permanece por um longo período de tempo, pode sim estimular o crescimento de células cancerígenas. A inflamação crônica inibe também a imunidade do organismo, impossibilitando de reconhecer um câncer como estranho no corpo e rejeitá-lo.

O que causa uma inflamação crônica

As vezes o sistema imunológico não consegue se livrar da bactéria, e esta infecção persiste e se torna crônica. Por exemplo, úlceras gástricas são causados por infecção crônicas causadas por bactérias, e gastrites podem aumentar a chance de câncer no estômago.

Como as pessoas podem saber se tem inflamações crônicas

As vezes pode ser difícil reconhecer uma inflamação crônica. Por exemplo, um paciente com inflamação intestinal não se sente bem, no entanto não sabe que tem esta doença. Ou se uma pessoa tem hepatite crônica e não apresenta sintomas na pele e olhos (aspecto amarelado), febre ou dor, pode ser difícil identificar a doença sem um exame de sangue.

O Câncer ocorre sem a inflamação?

Cerca de 90%, ou mais, do câncer colorretal, por exemplo, não está associado com uma inflamação pré-existente. No entanto câncer pode causar a inflamação e ajudar o câncer a crescer e tomar outras partes do corpo (metástase).

Já o câncer de fígado em adultos é quase sempre causado por uma inflamação. A maioria dos cânceres de fígado é causado por hepatites, que são contagiadas através de agulhas ou ato sexual sem preservativo. Ingestão de bebidas alcólicas também pode causar hepatites.

O que pode ser feito para reduzir a inflamação crônica

Identificar a inflamação e buscar tratamento é o principal. Automedicação as vezes pode agravar a doença ao invés de tratar.

É muito importante não simplesmente sentar e pensar no câncer como um acontecimento pré-destinado. Nem todo o câncer é só má sorte! Mudar o estilo de vida, fazer escolhas saudáveis e praticar exercícios físicos regularmente podem ajudar e muito a combater as inflamações e reduzir os riscos de desenvolver câncer.

Por isso, cuide da sua saúde sempre.

Um abraço,

Dra. Alessandra Morelle

 

(Fonte: Cancer Today Mag)