Falta de atividade física e câncer: entenda a relação

Você acredita que falta de atividade física e câncer estejam relacionados? Quando partimos do ponto de vista que os exercícios físicos comprovadamente reduzem as chances de desenvolver um câncer, a resposta é positiva. No entanto, ainda pode existir dúvidas sobre quais exercícios, em que quantidade e qual intensidade são interessantes para prevenir o câncer.

É claro que todas essas questões variam conforme o indivíduo, no entanto, como oncologista posso dar algumas recomendações gerais para quem deseja tornar a sua vida mais saudável. A relação entre falta de atividade física e câncer está em evidência desde 2010, quando uma série de estudos sobre o tema passou a ser revisado.

São pesquisas realizadas em países como Alemanha, Estados Unidos e Inglaterra que apontam o hábito dos exercícios físicos como um redutor dos riscos do desenvolvimento do câncer. Com base neles, deixo algumas dicas.

Leia também: Atividade física regular reduz risco de câncer

Academia é bom, mas todo exercício é válido

Fugir do sedentarismo está ao alcance de quem, por qualquer motivo, não consegue se matricular em uma academia. Dar preferência às escadas em vez do elevador, passear com o cachorro ou reservar um tempo para caminhar são estratégias eficientes.

Mesmo exercícios considerados tão simples contribuem para a pessoa manter seu peso, regular o funcionamento do intestino e a produção dos hormônios que podem levar ao desenvolvimento de tumores. Os estudos sugerem, ainda, que quando a atividade física aeróbica é intensa o risco de câncer diminui devido a oxigenação das células.

Outro importante fator beneficiado com os exercícios físicos é o sistema imunológico. Quando bem modulado, dificilmente deixa as células cancerígenas se instalarem e multiplicarem no organismo.

A frequência ideal da prática de atividades físicas, com potencial de prevenir doenças como o câncer, é um mínimo de 150 minutos semanais. Preferencialmente, este tempo total deve ser repartido em três vezes.

Quais os principais tipos de câncer que aparecem devido a falta de atividades físicas?

Uma pesquisa realizada no Brasil, pelo  Departamento de Medicina Preventiva da Faculdade de Medicina da USP (FMUSP), evidencia que 10 mil casos de câncer poderiam ser evitados anualmente se a adesão às atividades físicas fosse maior no país.

Como os casos mais comuns no Brasil são o câncer de mama e o câncer de cólon, estes foram os apontados como os que seriam atenuados. Devido à contribuição para o bom funcionamento do intestino proporcionado pelos exercícios, alguns tipos de câncer de reto também poderiam ser evitados.

Aliar as atividades físicas a uma boa alimentação é a fórmula ideal para quem quiser passar longe do câncer e de outros problemas de saúde. Quanto maior a idade da pessoa, mais eu recomendo que adote esses hábitos saudáveis, já que o avanço da faixa etária – com o envelhecimento das células – também representa um fator de risco.

Espero que meu artigo tenha esclarecido a você a relação entre falta de atividade física e câncer.

Até a próxima!

Dra. Alessandra Morelle