Benefícios dos exercícios para pacientes com câncer

Os exercícios para pacientes com câncer devem ser parte do tratamento, conforme o posicionamento do Clinical Oncology Society of Australia (COSA), respeitada organização australiana para especialistas em câncer.

As diretrizes da organização orientam que oncologistas e outros profissionais envolvidos nos tratamentos prescrevam os exercícios para pacientes com câncer como tratamento adjuvante de rotina. Além disso, devem ser encaminhados a educadores físicos com condições de orientar essas atividades.

O objetivo desse posicionamento é minimizar os impactos negativos da doença e do seu tratamento com exercícios físicos prazerosos. As evidências de que o exercício é benéfico aos pacientes com câncer são tão fortes que já são recomendados pelos profissionais da área no Reino Unido e na Austrália.

Portanto, recomendar que o paciente oncológico fique apenas em casa, economizando movimentos e abrindo mão do seu bem-estar, está definitivamente fora de moda. Entenda como pode ser excelente para esse paciente a prática de exercícios físicos.

Leia também: Prevenindo o câncer: qual o papel da atividade física?

Como fazer exercícios pode auxiliar?

Os exercícios para pacientes com câncer devem ser prescritos conforme o estado de saúde e as habilidades individuais de cada um, conforme orienta o documento australiano. Os principais benefícios observados foram:

  • Melhoria da qualidade de vida;
  • Diminuição do estresse psicológico;
  • Evolução das aptidões físicas como aeróbica, força muscular e habilidade funcional;
  • Atenuação da fadiga causada pelo câncer.

O documento relata, também, que pacientes adeptos de atividades físicas antes, durante ou após o tratamento contam com menos chances de efeitos colaterais adversos e também menor risco de desenvolverem outros tumores.

Além disso, pesquisas epidemiológicas trazem evidências que exercícios para pacientes com câncer protegem contra o reaparecimento da doença, reduz a mortalidade específica por câncer e mortalidade por qualquer motivo em alguns tipos da doença.

Os australianos revelam que as pesquisas foram feitas em sua maioria nos pacientes com câncer dos tipos colorretal, de mama e de próstata.

Quais os exercícios para pacientes com câncer?

As diretrizes australianas trazem algumas sugestões de exercícios para pacientes com câncer. São elas:

  • Ao menos 150 minutos de exercício aeróbico de intensidade moderada ou 75 minutos de exercício aeróbico de intensidade alta por semana. Exemplos de exercícios: caminhada, corrida, ciclismo e natação.
  • Entre duas e três sessões semanais de exercícios de resistência de intensidade de moderada a alta focando nos maiores grupos musculares. Exemplo de exercício: musculação.

Se você é um paciente com câncer, procure conversar com o seu médico sobre a sua situação. Ele pode encaminhá-lo para um educador físico caso seja benéfico ao seu tratamento a inclusão de atividades físicas no cotidiano, levando em consideração sua saúde e suas aptidões.

Apresento essa pesquisa para fins informativos. Não recomendo que você pratique nenhum exercício sem consultar os profissionais de saúde responsáveis pelo seu tratamento.

Espero que meu artigo tenha auxiliado a entender os benefícios dos exercícios para pacientes com câncer.

Até a próxima!

Dra Alessandra Morelle