Evitar o câncer passa por não beber, não fumar e manter o peso saudável

Evitar o câncer é possível, apesar de desafiador em uma sociedade onde os hábitos saudáveis cada vez menos são prioridade. Em uma era onde a praticidade e a velocidade são mais importantes, é fundamental repensar como estamos vivendo.

Fumar continua sendo a principal causa de mortalidade nos Estados Unidos. – Dra. Susan Gapstur

A dra. Susan Gapstur, uma das autoras do estudo, é Ph.D., epidemiologista e vice-presidente sênior de pesquisa comportamental e epidemiológica da American Cancer Society, em Atlanta, Geórgia (EUA).

O artigo foi publicado online pelo periódico CA: A Cancer Journal for Clinicians.

Vamos saber mais sobre o assunto?

Um dossiê de controle

Para evitar o câncer, o estudo recomenda um plano abrangente para controlar os fatores de risco. Ao implementar intervenções baseadas em evidências preventivas, a expectativa é que diminuam os casos diagnosticados e principalmente as mortes por câncer.

Informações baseadas em evidências científicas sobre diagnóstico precoce, prevenção e tratamento devem diminuir o número da doença. O objetivo do dossiê é reunir todos os dados em um só lugar em vez de espalhar em artigos por assunto.

Sabe-se que as principais causas citadas são o cigarro, o álcool e o sedentarismo. Por isso, é fundamental reunir todos os estudos em um mesmo destino, a fim de facilitar as consultas tanto pelo público quanto por especialistas.

De acordo com a pesquisa, conscientizar as pessoas a não fumarem ou largarem o vício é essencial para diminuir o câncer. No entanto, a alimentação, o consumo de álcool e a prática de exercícios também são fatores de risco modificáveis que podem evitar o câncer.

Relação entre hábitos ruins e câncer

Os maus hábitos de vida, como fumar, consumir álcool e deixar de lado os exercícios físicos, aumentam os riscos de câncer. O hábito de fumar é responsável por um total de 21% de todas as mortes por câncer no mundo. Além disso, aumenta em 20 vezes o risco do câncer de pulmão.

O alto consumo de gorduras, carne vermelha e sal excessivo também aumentam os riscos de um câncer. O sedentarismo aumenta não apenas a chance de desenvolver a doença como também diminui as esperanças de uma boa recuperação, conforme expliquei neste artigo.

No mesmo sentido, a combinação desses maus hábitos pode levar à obesidade, que é mais um fator de risco para o câncer.

Quanto ao consumo de bebida alcoólica, os órgãos mais prejudicados são o fígado e o estômago, já que o organismo tem dificuldades para metabolizar o álcool e leva a uma sobrecarga do sistema digestivo e hepático.

Espero que meu artigo ajude você a entender por que se você não beber, não fumar e mantiver o peso saudável é possível evitar o câncer.

Até a próxima!

Dra. Alessandra Morelle