Câncer de cabeça e pescoço

Existem muitas dúvidas sobre o câncer de cabeça e pescoço, seus tipos e evolução. Vou tentar esclarecer algumas hoje. Vamos lá?

Uma região rica

É importante considerar que a região da cabeça e pescoço é uma área extremamente rica em estruturas. O câncer precisa ser entendido como um quadro que pode ter seu início em qualquer uma destas estruturas:

As cavidade oral faz parte desta estrutura, ela inclui a região dos lábios, língua, palato (céu da boca) e assoalho da boca.

Existem também os seios da face, classificados em maxilares, frontais, esfenoidais e etmoidais.

A região da faringe, é dividida em rinofaringe, orofaringe e hipofaringe, e nela também se inclui a língua e as amígdalas.

No complexo da laringe estão localizadas as cordas vocais e a glote, supraglote e subglote.

Nesta área também estão algumas glândulas como a tireoide, glândulas salivares, e outras estrturas como vasos sanguíneos, nervos e músculos.

O câncer de cabeça e pescoço pode ter seu início em qualquer uma destas estruturas.

A incidência

Entre todos os tipos de câncer, os de cabeça e pescoço representam apenas 3%. Isso quer dizer que, considerando 100 pessoas com câncer, apenas 3 deles apresenta o tumor localizado em alguma área da cabeça ou pescoço.

Acontece mais em países subdesenvolvidos, por causa dos fatores de risco mais presentes neles. De acordo com pesquisas, atinge mais homens do que mulheres e atinge mais pessoas que se encontrem na faixa dos 50 a 60 anos.

A evolução

Na maioria dos casos, o câncer começa na mucosa, um tecido chamado epidermoide. Este tecido reveste toda a cabeça e pescoço. Se não for diagnosticado, o tumor cresce lentamente e infiltra nas outras estruturas.

Através da circulação linfática pode chegar aos gânglios. Caso não seja diagnosticado a tempo, estas células se disseminam através da circulação para o pulmão, figado e ossos.

Nas fases iniciais, seu desenvolvimento é lento. O tumor pode ser originado de lesões pré-malignas ou pode surgir já como uma lesão maligna. Crescendo, ele acaba chegando aos órgãos localizados ao redor.

Quando atinge uma fase mais avançada, estas células cancerosas podem atingir os linfonodos e cair na circulação sanguínea, atingindo outras áreas do corpo.

 Os tipos

Em cerca de 95% dos casos, o que ocorre é um carcinoma epidermoide. Este tipo de câncer surge na mucosa que reveste do lábio até o pulmão, incluindo esôfago. Pode ser relacionado com o tabagismo e o consumo de álcool em demasia.

Outros tumores também podem atingir esta área, como o carcinoma adenoide cístico e o carcinoma mucoepidermoide. Estes geralmente são localizados nas glândulas salivares, mas são considerados raros.

Tumores indiferenciados como linfomas, sarcomas e adenocarcinomas são considerados raros. Estes constituem apenas 5% dos casos de câncer que podem ser encontrados na cabeça e pescoço.

Um abraço,

Dra Alessandra Morelle